segunda-feira, 12 de julho de 2010

Despiques enviados da Ilha da Madeira

Oh Maria prende o melro
Que anda aqui na minha horta
A esgravatar os tomates
Há procura da minhoca.


Tenho um palheiro na serra
Fechado a sete trancas
Tenho um cabrito lá dentro
Que berra como tu cantas


Eu vou dar a boa noite
Que eu ainda não tinha dado
Se este rapaz é cantor
Devia estar reformado


Acho que é no tribunal
Que eles dão a sentença
Não te importes com a idade
O que conta é a experiência


Eu vivo da agricultura
Gosto de mondar a rama
Eu quero é te agarrar
Em cima da minha cama


Oh homem isto não rima
Não rima, mas é verdade
Tu agora já na cantas
E eu ainda vou a metade

Despiques enviados da Ilha da Madeira por Bruno Nascimento
.

1 comentário: